BALANÇO: PECNORDESTE encerra atividades como maior evento técnico-científico do Nordeste

Mais de 30 mil pessoas e 100 caravanas de igual número de municípios do Estado num total de 4 mil pessoas , entre produtores e estudantes de diversas escolas técnicas federais e de universidades que apresentaram trabalhos científicos na I Mostra realizada nos dias 13 e 14, participaram do XXIII Seminário Nordestino de Pecuária, que segundo seus organizadores superou as expectativas. Para o Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará, Flávio Viriato de Saboya , o PECNORDESTE , se consolida como o maior evento técnico –cientifico do Nordeste. Este ano , a grande novidade foi a Mostra de Trabalhos Cientificos, que recebeu 103 trabalhos e apresentou através de pôsteres 83 em diversas áreas do conhecimento como alimentação animal, nutrição, caprinovinocultura, suinocultura e equinocultura. Os melhores trabalhos receberam certificado de premiações honrosa.

Além disso, o evento mostrou 8 tecnologias apropriadas ao semiárido que receberam uma premiação ao final do evento. Em primeiro lugar ficaram os ex-alunos da rede e-Tec Polo Quixadá Erlan Weine e Rosângela Maria com a tecnologia de Avaliação do Efeito da Rampa de Aeração na Redução do Teor de Ferro em Poço Tubular Raso: Estudo de Caso em Cariús-CE. O segundo lugar ficou com o Biodigestor Caseiro, feito pela Ananda Jackellynne Vaz da Silva, da FATEC Cariri. Terceiro Lugar premiado ficou com João Arquimedes Bastos, da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior com a Unidade de Processamento de Madeira de Cajueiro para a Produção de Materiais Apícolas e Componentes de Pallets.

Indagado sobre a repercussão financeira do evento, o presidente da FAEC, disse que apesar de não ser o propósito do evento, é realizada dentro do mesmo , uma Feira de Produtos e Serviços Agropecuários onde são expostos e vendidos diversos produtos, incluindo venda de veículos, equipamentos , ração para animais, aves, suínos, caprinos e equinos, bovinos. Temos todos os anos a Feira da Agricultura Familiar, que este ano contou com mais de 10 expositores.
No balanço geral, esta Feira proporcionou a geração de muitos empregos e de vendas em torno de R$ 1 milhão e meio de reais, pois somente na venda de veículos os representantes informaram que foram prospectados mais de 300 veiculos para depois da feira e comercializados 6 camionetas, disse o vice-presidente de administração e finanças da FAEC, Carlos Bezerra Filho.

Segundo os expositores, foram vendidos cerca de 600 pintos da raça pequena e 80 da raça grande, e grandes quantidades de ração, além de 250 garrafas de cachaça, mais de 100 produtos artesanais entre doces, meladores, mel, pomadas, sabonetes, além de 400 kg de mel e 80 kg de castanhas, todos disponíveis para venda durante os três dias de evento na Feira de Produtos e de Serviços Agropecuários.

Ao fazer um balanço da participação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural- SENAR-CE, um dos promotores do Pecnordestre, o Superintendente Sérgio Oliveira da Silva, disse que o SENAR trouxe 11 oficinas nas áreas de promoção social e no espaço do queijo, oficinas de derivados do leite levando capacitação para mais de 600 pessoas. Além disso, ele destacou a formatura de 91 técnicos em agronegócio, que foram colocados no mercado de trabalho para melhorar a gestão da propriedade.

Segundo o técnico em Agronegócio, Tarcísio Fontenele, a formação deve aumentar a eficiência do mercado agrícola e Industrial. “Por meio de técnicas de Gestão e de Comercialização, e na execução de procedimentos para planejar e auxiliar na organização e controle das atividades de Gestão do Negócio Rural.”, afirmou.

Para o Coordenador geral do PECNORDESTE, Rodrigo Diógenes, o PECNordeste  superou todas as expectativas e concorda com o presidente da FAEC, de que não existe  pelo menos a nível de  Nordeste, um evento que ofereça tanta informação e capacitação num mesmo espaço, são  nove segmentos sendo, sete pecuários : apicultura, avicultura, aquicultura e pesca, bovinocultura, caprinovincoultura, equinocultura e suinocultura.  . Ele destacou ainda, a importância da participação dos produtores rurais, e entre as inovações deste ano, destacou a Mostra de Trabalhos Científicos, a Exposição de Pássaros e o Espaço do Queijo, com oficinas de derivados do leite, com a finalidade de incentivar cada vez mais  o consumo de queijo.

Os 43 Sindicatos Rurais filiados à FAEC, apenas um não compareceu, mas justificou sua ausência, disse o presidente do SINRURAL de Moraújo, Elder Aguiar, segundo ele, o PEC Nordeste deste ano, abordou  sobre Tecnologia e Inovação para uma Pecuária Competitiva. Diante dos desafios que o Brasil vem apresentando, o agronegócio tem sido o destaque em nossa balança comercial. Em grande parte por investir em tecnologia e inovação, aqui no Ceará, mesmo com o período de estiagens prolongadas , os produtores rurais fizeram o dever de casa, e conseguiram ser o segundo maior produtor de leite do Nordeste. O PEc Nordeste é uma grande vitrine para expor e incentivar a troca de experiências, disse Elder Aguiar.

94 palestras técnicas

Nestes três dias foram ofertadas, 94 palestras técnicas, 11 oficinas, 9 cursos e mini-cursos, 6 mesas redondas , 4 casos de sucesso e 4 Seminários temáticos sobre Turismo Rural, Cooperativismo, Inovações na Integração Lavoura-Pecuária Floresta , Justiça e Agronegócio e Contabilidade Rural.

No último dia, o Pecnordeste recebeu uma caravana de mais de 40 pessoas, do Núcleo de Produções Equista, com sede em Maracanaú, , comandado pelo presidente Renan Monteiro Bonfim. Segundo ele, está sendo uma experiência muito boa, a cada ano o evento está se superando, é muito satisfatório contar com o apoio do Governo do Estado, através da Lei de Incentivo ao Esporte , da Ennel e da FAEC. Assistimos a palestra do zoootecnista Eduardo Henrique de Sousa Santos sobre o Uso de presecado ( capim preparado) na alimentação de equinos, que ajuda na alimentação do equino quando o produtor dispõe de pasto nativo a disposição, disse Renn Bonfim . Segundo ele, só em Maracanaú existem mais de 10 haras de criação de cavalos .

Manoel Barlarmino , ´produtor de leite em Maranguape elogiou a programação da bovinocultura dentro do Pecnordeste e disse que a palestra da ABRALEITE- Associação Brasileira dos Produtores de Leite, sobre o tema Trabalhando por um cenário para a pecuária leiteira do Brasil, foi uma das mais interessantes, pois envolve um conjunto de ações como assistência técnica e gerencial, nutrição, alimentação, associativismo e cooperativismo.

As caravanas

As Caravanas trouxeram diversos novos participantes para o evento, como o agente de combate às endemias, Maike Barbosa, do município de Quixadá que veio pela primeira vez ao evento durante o segundo dia e demonstrou empolgação com as palestras assistidas. “É bem interessante ver coisas novas aqui no PECNORDESTE. Me familiarizei com novidades do mundo agropecuário. Como trabalho com gado de leite juntamente com meu pai, participei de palestras muito proveitosas sobre período certo de reprodução, ração, pastagem. Foi bem interessante. ”, afirmou.

A agricultora Débora Silva, participante da caravana de Beberibe, já está no PECNORDESTE pelo segundo ano seguido e destacou sua participação na palestra de Apicultura de alta produtividade. “Me interessou muito e gostei bastante da palestra sobre Apicultura de alta produtividade, trazido pela Associação de Beberibe. A feira de produtos e serviços agropecuários também está muito boa, com bastante coisa nova. ”, disse.

Dia 13 – 32 Caravanas: São João do Jaguaribe, Alto Santo, Crato, Solonopole, Jaguaretama, Jaguaribara, Capistrano, Redenção, Novas Russas, Ipueiras, Palmácia, Morrinhos, Aracati, Cascavel, Fortim, Beberibe, Independência, Pindoretama, Aratuba, Mulungu, Baturité, Carius, Sobral, Cariri, Forquilha, Irauçuba, Santa Quitéria, Tamboril, Coreaú, Alcantara, Massape e o estado da Paraiba

Dia 14 – 35 Caravanas: Beberibe, Caucaia, Bela Cruz, Mombaça, Aracati, Quixadá, Quixeramobim, Miraíma, Itapipoca, Madalena, Pedra Branca, Novo Oriente, Crateús, Mauriti, Milagres, Aurora, Cascavel, São Gonçalo do Amarante, Nova Russas, Ipaporanga, Ararendá, Cedro, Orós, Lavras da Mangabeira, Jucás, Potiretama, Alto Santo, Palhano, Ibaretama, Iguatu, Acopiara, Barreiras, Guaiúba, Viçosa do Ceará e Icapuí.

Dia 15 – 28 Caravanas: Cariri, Ibiapaba, Ubajara, Canindé, Horizonte, Tejuçuoca, Paracuru, Caridade, Jaguaretama, Itaiçaba, General Sampaio, Banabuiu, Russas, Uruoca, Martinópole, Moraújo, Paramoti, Marco, Granja, Tianguá, São Benedito, Guaraciaba do Norte, Ipu, Crato, Varzea Alegre, Parambu, Crato e Limoeiro do Norte.

Espaço PET

Além das atividades de venda de ração e de produtos para animais domésticos, a Feira PET organizou pela primeira vez um Campeonato de Tosas Comerciais, que teve como promotor e realizador o PECNORDESTE e o Groom School Anderson Barros. O espaço teve como patrocinador oficial o Animale Pet Shop.

Reitor do IFCentrega Medalha da Inovação a  Diretoria do Sistema FAEC/SENAR-CE

Em meio às atividades de encerramento do PECNORDESTE, o Reitor do IFCE do  Ceará, Virgilio Araripe, e pro-reitor de pesquisa José Wally e o Diretor do IFCE município do Crato, Joaquim Rufino Neto, entregaram  ao presidente da FAEC Flávio Saboya, ao vice-presidente Rodrigo  Diógenes e o  Superintendente do SENAR/CE, Sergio Oliveira da Silva,  e ao vice-presidente a Medalaha da Inovação, concedida  pela  pró-reitoria de pesquisa pós-graduação e inovação do IFCE, pela escolha do  temas do Pecnordeste , sendo a  inovação uma ação latente e presencial do IFCE em todo o Estado. .  Durante dois dias do PECNORDESTE, O IFCE Crato e de outras cidades  apresentou cerca de 50% dos trabalhos científicos dentro da Mostra de Trabalhos Cientificos, num total de 83 .

Mostra de Trabalhos Científicos

Com 83 trabalhos aprovados e apresentados, a Mostra de Trabalhos Científicos tiveram grande destaque dentro do PECNORDESTE. Ficaram nas primeiras colocações os seguintes trabalhos: Alimentação Animal – Avaliação Morfométrica De Cladódios Da Palma Forrageira Ipa Sertãnia Em Resposta Ao Uso De Água Residuária De Suinocultura; Apicultura – Potencial Hepatoprotetor Da Geoprópolis Da Abelha (Partamona Cupira) Em Roedores (Rattus Norvegicus); Aquicultura e Pesca – O Consumo de Pescado pela Comunidade Do IFRN Campus Macau; Avicultura – Fungos Identificados em Cascas de Ovos de Galinhas de Criação dos Tipos Caipira e Comercial na Cidade de Fortaleza; Bovinocultura – Uso de Óleos Vegetais de Plantas Nativas do Cariri Cearense em Dietas de Vacas Leiteiras no Terço Final da Lactação; Caprinovinocultura – Uso Inovador do Óleo de Pequi (Caryocar Coriaceum Wittm) como Antioxidante ao Diluente Tris sobre a Membrana Espermática do Sêmen Refrigerado por 6 Horas de Ovinos; Equinocultura – Utilização de Ozonioterapia e Fitoterápicos no Reparo Tecidual e Cicatrização em Equinos – Relato de Caso e Suinocultura – Principais Causas de Mortalidade de Leitões de Fêmeas de Diferentes Ordens de Parição.

EXPOPEC premia Expositores  PREMIA EXPOSITORES

O Pecnordeste apresentou pelo segundo ano consecutivo uma  Exposição de animais  das raças, bovino, caprino, ovino, equinos e aves de pequeno e grande porte.  Segundo o coordenador Eduardo Barroso,a   EXPOPEC  foi um dos espaços mais visitados pelo público do evento e pelos produtores, onde também foram realizadas oficinas sobre Doma Racional de equinos.

No último dia do evento, os coordenadores da Pecnordeste e os dirigentes do Sistema FAEC /SENAR/CE, participaram da entrega de placas alusivas a participação dos expositores e tratadores dos animais, onde quatros segmentos fora homenageados. Foram eles, o grupo Edson Queiroz, a Fazenda Teotonco Vilela, Reginaldo, Jersey Sabino e Pardo Suiço Alex no setor bovino; o Sr. Antônio José, do Criatório Ita no setor de Aves. No segmento de Ovinos e Caprinos, Eduardo, Fabrício e Wilson foram os homenageados e no de Equinos, Rodrigo de Freitas da Fazenda Forquilha e Alexandre Dourado da Ração Dourado.